Terça-feira, 8 de Janeiro de 2008

A teoria dos Seis Graus

 

 

 

 

Olá amigos!

Ontem falei-vos de uma série que baseia-se na teoria dos seis graus de separação e que defende a existência de uma cadeia de ligação entre as pessoas, que não distam entre si mais de seis elos.

Foi em 1929 que o autor húngaro Frigyes Karinthy lançou, num livro de contos, a teoria de que o Mundo é uma pequena aldeia, onde todos se conhecem. Karinthy acreditava que a evolução do Mundo moderno assentava na ligação entre os seres humanos e defendia que, com os avanços da comunicação e da mobilidade, as relações pessoais tendiam a estreitar- -se. Em 1967 Stanley Milgram, um investigador americano em comportamento social, veio comprovar a teoria de Karinthy através de um estudo sobre a conexão pessoal e o capital social das redes humanas.

Milgram descobriu que cada um de nós está a apenas seis graus separação de outro grupo de pessoas. Milgram chegou a este número através de uma experiência realizada com 160 pessoas que viviam em Boston e Omaha (Nebraska), nos EUA.

Para cada um dos participantes da experiência Milgram enviou uma correspondência com instruções para que a mesma chegasse a uma pessoa-alvo, originária de Sharon, Massachussets, mas que trabalhava em Boston. As pessoas não poderiam enviar a correspondência diretamente à pessoa-alvo, mas deveriam buscar amigos, contatos e pessoas que a conheciam pessoalmente e que pudessem ajudar na entrega da correspondência. Estas eram as regras.

Cada pessoa deveria escrever o seu nome na correspondência de modo que depois fosse possível monitorizar o caminho percorrido até o seu destino final. O método criado por Milgram ficou conhecido como small-world.

Ao final da experiência, Milgram descobriu que o número médio de intermediários entre os participantes da experiência era de seis pessoas. Ou seja, a correspondência, em média, passou por outros seis atravessadores antes de chegar ao seu destinatário final.

Conhecida como "Seis Graus de Separação", a experiência de Milgram comprova que vivemos num mundo realmente pequeno, e que nossas redes podem ser muito maiores do que efetivamente sabemos. Por exemplo: se tenho dez amigos e estes dez amigos têm cada um dez amigos, a minha rede no primeiro grau de separação é de apenas dez amigos, mas no segundo grau é de 10 x 10 amigos, ou seja, em apenas dois graus de separação estou ligado a cem pessoas. Em seis graus de separação estou ligado a 10 elevado a 6º potência, o que dá um milhão de amigos. Ou seja, teoricamente, a minha rede social é muito maior do que eu realmente conheço.

Em 2001, Duncan Watts, professor da Universidade de Columbia, alargou o estudo à internet para provar a validade desta teoria, que muitos encaravam como um mito urbano.

O assunto tornou-se um dos mais discutidos nos Estados Unidos e não tardou até que a indústria do audiviosual o aproveitasse em séries e filmes de culto, como ‘Six Degres of Separation’, um filme de 1993 com Will Smith e Donald Sutherland, ou a série ‘Perdidos – Lost’, que explora também a inevitabilidade de todas as personagens terem um elo comum.

"Seis Graus", a série estreada ontem na RTP2 parte desta teoria em que cada indivíduo do Planeta pode estar ligado a qualquer outro através de uma cadeia de seis pessoas, o que significa que ninguém nos é estranho durante muito tempo.

Nesta série, seis pessoas de Nova Iorque, muito diferentes entre elas, vivem as suas próprias vidas sem se aperceberem, contudo, do impacto produzido nas vidas de outros. Uma misteriosa cadeia de coincidências vai aproximá-las, mudando o rumo das suas existências para sempre.

Façam o favor de ser felizes e de fazer alguém feliz!

 

Imagem:Orkut-network.svg

Exemplo de uma rede social. Note as ligações em destaque: mesmo com uma distância relativamente longa, o caminho tem poucos passos.

publicado por docasnasasasdodesejo às 00:07
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Anónimo a 8 de Janeiro de 2008 às 13:16
É sem dúvida interessante, mais difícil porém, embora fscinante, é a aquilatação da qualidade dessas ligaçóes; coisa que, parece-me, a série procura fazer.
Ab.
F.S
De Rodrigo a 12 de Janeiro de 2010 às 12:58
Confira: http://www.leopardoeditora.com.br/livro.asp?id=733

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Taken - Busca Implacável

. Vemo-nos

. Family Guy

. 7 Maravilhas de origem po...

. Top CINEMA 2010

. O filme desilusão do ano ...

. Um novo dia!

. Novas formas de cativar e...

. E Madaíl porque não saiu ...

. O som para uma boa semana

.arquivos

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Contador

Casino Europa
video poker casinos

.subscrever feeds