Segunda-feira, 27 de Agosto de 2007

O Álcool e as festas

 

 

 

 

Olá amigos!

Hoje inicia-se uma nova semana recheada de energias renovadas, mas aproveito a oportunidade para fazer uma reflexão em "voz alta", e partilhá-la com todos vós.

Não pretendo com isto "armar-me em dono de valores e hipocrisias", mas receio que seja importante reflectirmos sobre a sociedade em que vivemos e construímos.

Lanço isto no seguimento da observação que fiz em várias festas e arraiais, bares e pubs espalhados pela Madeira e Porto Santo.

Todos sabemos, e não é novidade para ninguém, que o consumo de álcool na Região é enorme e a nossa raiz cultural ligada ao alcoolismo já tem ascendentes históricos indesmentíveis. Do tempo em que o vinho era rei, hoje imperam a cerveja, a poncha e toda uma panóplia de "shots" e bebidas brancas.

Sei que para o bem e para o mal, muitas das pessoas não conseguem divertir-se sem beber "um pouquinho", e não nego que também eu, socialmente, bebo.
Todavia, nestas noites tenho ficado "arrepiado" com o índice de consumo de jovens menores, mesmo com 13, 14, 15 anos. É flagrante o seu desmesurado "apetite" pela bebida, perante a visão apenas economicista dos bares. E com isto, muitos jovens atingem quase um "coma alcoólico" perante a indiferença das próprias autoridades que deveriam aplicar as leis que impedem o consumo de álcool a menores. Não serei mais "papista que o Papa", mas haverá tempo para tudo e é cedo para as novas gerações encetarem o percurso do consumo do álcool, e mais tarde de outras substâncias que "andam" pela noite. Para quando uma intervenção mais incisiva num problema social que tem marcado a vida madeirense. Ou ficaremos todos a assistir  a esta contínua queda nos vícios que mais tardam marcam todas as gerações?

Fica a reflexão de quem também consome, mas salvo melhor avaliação, com alguma regra, que acho essencial para a nossa sã vivência em sociedade.

Tenham um bom dia!

Façam o favor de ser felizes e de fazer alguém feliz!

 

 

publicado por docasnasasasdodesejo às 00:27
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De A Zé a 28 de Agosto de 2007 às 14:25
Olá amigo!
Há muito tempo que não comento os teus posts, não porque não os leia, mas porque simplesmente não haveria nada a acrescentar. No entanto reparei que, ultimamente, tens incidido a tua atenção sobre as problemáticas da Madeira e isso acho que é de louvar.
Numa terra onde não impera o espírito crítico, ou quando surge tem subjacente interesses pessoais ou económicos, é salutar ver que alguém reflecte, crtitica e aponta soluções para os nossos graves problemas.
Relativamente a esta situação do consumo de álcool é sem dúvida um problema cultural, social, diria "endémico" que sempre foi incentivado e aplaudido pelos progenitores, na época em como tu bem dizes o vinho era rei. Só que nessa época o consumo era feito em casa, com a permissão dos pais e em que outros excessos não se misturavam.
O que se vê agora é o marketing e o lobbie do álcool a funcionar em grande, obrigando os jovens a gastar o que não têm, em troca de uma alegria e liberdade que mais não é do que uma ilusão.
A questão que aqui se coloca é a de saber se é ou não legal vender bebidas álcoolicas a menores de idade, e se não é porque não se fiscaliza e não se autua. Quem vive ou viveu na Madeira sabe a resposta. É porque o dono do estabelecimento x ou y é um gajo porreiro, que até dá umas bebidas de borla aos polícias e por isso para quê lixar a vida ao homem.
E é com este espírito do deixa andar que vamos comprometendo a geração futura. Também não sou tão idealista que acredite que se os jovens não comprassem bebidas nesses locais não iriam arranjá-las noutros, mas o que se vê é que a céu aberto se aplaude e valoriza quem mais consome, quem mais prevarica, quem mas extravasa, levando sempre a uma procura por outros limites e sensações.
Afinal descobri porque é que não comento mais vezes os teus posts: é porque não sei ser sucinta nas minhas observações e escrevo sempre grandes testamentos.
Mas tendo vivendo muitos arraiais aí, não consigo ficar indiferente a esse drama e a essa "chaga social".
Beijocas e continua a nos fazer felizes!!!
De R a 28 de Agosto de 2007 às 16:51
Olá amiga! É um prazer te receber..e não te preocupes que eu também de sucinto não tenho nada...Agradeço o teu comentário, tanto mais que conheces a realidade... Confesso é que essa mesma realidade está a tornar-se mais incisiva e persistente. Isto é, não há descréscimo, mas sim, aumento exponencial de consumo nas novas gerações. Solução? Haja quem queira actuar! Td de bom! Beijos
De ana a 4 de Novembro de 2007 às 00:39
a foto do araial da festa de sao vicente a k vale de td>D

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Taken - Busca Implacável

. Vemo-nos

. Family Guy

. 7 Maravilhas de origem po...

. Top CINEMA 2010

. O filme desilusão do ano ...

. Um novo dia!

. Novas formas de cativar e...

. E Madaíl porque não saiu ...

. O som para uma boa semana

.arquivos

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Contador

Casino Europa
video poker casinos

.subscrever feeds