Terça-feira, 10 de Julho de 2007

O país do futebol

 

 

  

Olá amigos!

Hoje decidi abrir a "boca"!

É que nos últimos dias, o mundo do futebol, e em especial, as conferências de imprensa do Sporting, andam sempre à volta do mesmo assunto: as taxas de incidência de IRS.

Como todos sabemos, o Governo tem alterado a incidência dos impostos e a tendência é uniformizar critérios.

Assim, desde o início deste ano que os jogadores de futebol, anteriormente com uma situação especial, passaram ao regime geral de tributação, o que aumentou a carga fiscal sobre os seus vencimentos.

No final da semana passada, Ricardo, o guarda-redes do Sporting e da selecção nacional, lamentou o facto e referiu que a dificuldade da sua renovação pelo clube assenta muito nesta situação.

Ricardo alertou ainda que a nova lei da tributação dos futebolistas poderá levar à saída de Portugal dos melhores talentos nacionais e impedir a entrada de bons jogadores estrangeiros.

"Temos de lutar por uma justiça que não está a acontecer. Sabemos as dificuldades que os clubes têm. Aqui somos privilegiados, não nos falta nada. Mas, se já existe dificuldade em pagar a tempo e horas, quanto mais com este aumento de impostos", referiu.

A pergunta que se coloca é, pelo aumento de impostos, os clubes vão ser ainda menos céleres a pagar? O vencimento é o mesmo, apenas há uma parte maior que vai para os cofres do Estado.

Ontem foi a vez do defesa brasileiro Anderson Polga afirmar que esta situação não lhe agrada nem a ele, nem aos seus companheiros.

Referiu ele que "quando chega o momento de escolher entre o salário de um país como Portugal ou outro de fora, com impostos mais baixos, os jogadores acabam por não vir para cá. Independentemente do salário de cada um, é sempre mau quando mexem no nosso bolso."

Ao que consta, o reforço pretendido pelo Sporting, Maxi Lopez, se optasse por Portugal em vez de Espanha, pagaria mais 17 por cento de imposto... São opções que todos nós temos que fazer...

Ora meus amigos, primeiro, considero que todas as profissões têm o seu mérito e isso é para mim inquestionável.

Agora, quando o país atravessa uma fase de grande "aperto" económico em que são pedidos sacrificios a todos os portugueses, os jogadores de futebol não são, nem poderão se considerar intocáveis.

Sem dúvida que se pudessemos escolher pagaríamos menos impostos, é desagradável quando "nos mexem nos bolsos", mas fico sinceramente satisfeito pela uniformização de critérios. Assim, pudessemos todos, mesmo todos, pagar menos impostos!

Read Photo Caption

O país não é futebol, o futebol é que também faz parte do país. Como tal, se os melhores portugueses, os melhores estrangeiros, não jogarem por cá, porque noutros países recebem mais, é a lei do mercado. Aí sim, estaremos a falar de Portugal e não de um país que para certas coisas e para certos "actores" paga milionariamente. Isto porque, se nos perguntassem se gostavamos de ver Cristiano Ronaldo a jogar por cá, todos diriamos que sim. Mas temos consciência que os valores que aufere são inatingíveis por estas bandas não é?

Também fico descontente quando a comunicação social dá "cobertura" a estes lamentos como se fosse normal que os jogadores de futebol tenham um tratamento especial...

Será que os jornalistas também pagam menos impostos? Acho que não....

Eu por mim, considero que não há gente especial, todos somos especiais...

Façam o favor de ser felizes!

 

 

 

publicado por docasnasasasdodesejo às 07:46
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De andreia a 10 de Julho de 2007 às 20:15
Rick, isto é tão vergonhoso que uma pessoa nem sabe o que dizer. Que estes meninos pensem assim é mau, que façam alarde é pior. Sobretudo se pensarmos que muitos deles são oriundos de ambientes sócio-económicos não propriamente abastados. E em vez de não se esquecerem do que é viver com pouco dinheiro como acontece tanto neste país vêm fazer figuras destas. Prefiro que jogadores como o Ricardo se ponham a mexer para Espanha do que ficar aqui a insultar os seus concidadãos que nem que trabalhem uma vida inteira ganham o que eles ganham na já mais que esgotada ladainha da “ curta carreira”. Pô-los a cavar batatas era o que eu fazia. Beijokas.

De docasnasasasdodesejo a 10 de Julho de 2007 às 21:39
Olá amiga, lamento falar do teu verdinho, mas estes pensamentos deverão ser extensivos a todos, apenas estes meninos sem nada na cabeça decidiram colocar a "boca no trombone". Pois é, também prefiro que vão para China, para as Arábias, para onde mais lhes pagarem.. aqui não fazem falta... Tudo de bom! Beijos

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Taken - Busca Implacável

. Vemo-nos

. Family Guy

. 7 Maravilhas de origem po...

. Top CINEMA 2010

. O filme desilusão do ano ...

. Um novo dia!

. Novas formas de cativar e...

. E Madaíl porque não saiu ...

. O som para uma boa semana

.arquivos

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Contador

Casino Europa
video poker casinos

.subscrever feeds