Quinta-feira, 26 de Abril de 2007

O Bom Nome - Ao Encontro da Serenidade

 

 

 

 

Conhece as tuas origens para chegares ao teu destino.

 

 

Fui ver por estes dias o último filme da realizadora indiana Mira Nair e recomendo vivamente a sua visão. É na minha opinião, o seu melhor filme, assente sobretudo na sua vivência de realizadora entre dois mundos, a Índia e os Estados Unidos, bem reflectido nesta obra. 

Passando por duas gerações, onde duas culturas opostas e duas formas de viver completamente distintas se chocam entre si apenas para, mais tarde, ternamente se unirem, o filme “O Bom Nome” é, em conclusão, acerca de uma família.

Saltando entre as cidades, igualmente vibrantes e coloridas, de Calcutá e Nova Iorque, o filme é definitivamente um drama familiar, mas acerca de uma família americana contemporânea muito diferente: os Gangulis que foram da Índia para os Estados Unidos de forma a poderem experimentar um mundo de oportunidades ilimitadas, apenas para serem confrontados com os perigos e a confusão da tentativa de construir uma vida com significado numa sociedade complexa.

Logo a seguir ao casamento combinado, Ashoke (Irrfan Khan) e Ashima (Tabu) mudam-se da húmida cidade de Calcutá para a invernosa cidade de Nova Iorque, onde começam a sua nova vida juntos.

Totalmente estranhos um para o outro e agora vivendo no que é para eles uma terra muito estranha, a sua relação rapidamente sofre uma mudança quando Ashima dá à luz um filho. Sob a pressão de lhe dar rapidamente um nome, Ashoke decide-se por Gogol, nome do famoso autor russo, nome esse que serve como elo de ligação a um passado secreto e à esperança de Ashoke: um futuro melhor.

Mas a vida não é tão fácil para Gogol como os seus pais podiam desejar. Sendo um jovem americano de primeira geração, Gogol (Kal Penn) tem de percorrer a ténue linha entre as suas raízes bengali e a nacionalidade americana na procura da sua própria identidade.

Enquanto Gogol tenta escrever o seu futuro – renunciando ao nome dado pelos seus pais, namorando com uma rapariga americana rica, indo estudar arquitectura para a Universidade de Yale – os seus pais mantém-se fiéis às tradições bengali.
Gogol aos poucos, vai rejeitando as suas raízes. Só que a vida, entre alegrias e tristezas, vai desafiar Gogol a descobrir a sua identidade.

 

  


 

 

" O Bom Nome" adapta uma obra da escritora indiana Jhumpa Lahiri, e tem nos actores principais excelentes interpretações, em especial Tabu, fabulosa actriz que com a sua força "carrega" a maior parte do filme. Numa história de busca de identidade, das raízes ancestrais e do peso que um nome pode ter na vida de alguém, esta é uma narrativa que transmite uma extrema tranquilidade, com manisfestações emocionais interiores que transitam para o espectador sem imposições. É um prazer tremendo perceber o amor que une o casal Ashoke e Ashima, mesmo sem grandes demonstrações! É notável a capacidade de transmitir emoções e sentimentos sem muito dizer nem revelar, com uma serenidade absoluta que revela que o "choque de culturas" só existe mesmo nas nossas mentes e nos nossos padrões quando queremos que exista.
Vão ver se tiverem oportunidade! Bom cinema!
Façam o favor de ser felizes!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

publicado por docasnasasasdodesejo às 00:30
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De oceanosemfundo a 26 de Abril de 2007 às 22:47
Olá :) Obrigado pelo teu comentário. O teu blog também é muito bom e a partir de hoje será uma visita obrigatória para mim. Beijinhos e continua a escrever muito.
De docasnasasasdodesejo a 26 de Abril de 2007 às 23:28
Olá, obrigado pelo teu comentário! Sabes, fui ter ao teu blog, como que por acaso, e gostei da surpresa, e não resisti a comentar. Estás sempre convidada a estar por aqui. Td de bom!

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Taken - Busca Implacável

. Vemo-nos

. Family Guy

. 7 Maravilhas de origem po...

. Top CINEMA 2010

. O filme desilusão do ano ...

. Um novo dia!

. Novas formas de cativar e...

. E Madaíl porque não saiu ...

. O som para uma boa semana

.arquivos

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Contador

Casino Europa
video poker casinos

.subscrever feeds