Terça-feira, 17 de Abril de 2007

Para que as crianças se tornem visíveis

 

allinvisiblechildrenposter.gif

 

 

 Olá amigos, desculpem maçá-los com o mesmo tema, mas confesso que foi um filme que  mexeu muito comigo e que não merece ser relegado para o esquecimento, devido aos temas que aborda. Por isso, hoje vou falar de cada um dos pequenos filmes que compõem "Crianças Invisiveis"!

O primeiro "Tanza" foi realizado pelo argelino Mehdi Charef.

Sete jovens armados lutam pela liberdade do seu povo. O mais velho tem 20 anos e lidera o grupo. Tanza (Adama Bila), de 12, juntou-se ao grupo depois da sua família ter sido massacrada. Após um encontro violento com uma patrulha militar, donde resulta a morte de um dos jovens, o grupo chega ao seu alvo, uma aldeia, onde Tanza é encarregue da colocação de uma bomba. É o drama da guerra, do tornar-se adulto cedo demais, das crianças soldado...

CRIANÇAS INVISÍVEIS

"Blue Gipsy" foi realizado por Emir Kusturica, e o seu dedo é inconfundível, mal se ouvem os primeiros acordes da banda sonora. Esta é talvez a história onde sorrimos mais pelo rocambolesco de algumas situações.

Conta a história de Uroš (Uroš Milovanovic), um cigano louro, que  prepara-se para sair do centro de detenção juvenil onde passou os seus últimos tempos, e onde se sente em casa. A ansiedade pela nova liberdade reveste-se, no entanto, de alguma preocupação. Uroš quer ir trabalhar com o tio como barbeiro, mas o pai de Uroš não tem intenção de abandonar o seu projecto de vida: todos os seus filhos roubam para ele. As escolhas das crianças são limitadas por contingências extremas.

 

Spike Lee filmou "Jesus Children of America"

Os pais de Blanca (Hannah Hodson) são toxicodependentes, heróinomanos e infectados com Sida. Na escola, em Brooklyn, a adolescência assume toda a sua cruel competitividade, e uma rixa na escola coloca à frente dos seus olhos uma dura realidade: Blanca é seropositiva. À ignorância e preconceito dos colegas e pais adiciona-se a confusão e o drama de lidar com a sua mortalidade.  Drama esse que Blanca não escolheu...

Este pequeno filme é duro, realista, como sempre com Spike Lee, um autêntico murro no estômago.

 

Chegados ao Brasil pelas mãos de Katia Lund assistimos ao drama de "Bilu e João".

Nas ruas de São Paulo, Bilu e João dão o seu melhor para arranjar dinheiro, e recolhem cartão e latas para vender ao peso e poderem comprar tijolos para que o pai possa construir a sua casa. Assumindo uma infância de responsabilidades, transformam a cidade no seu recreio e usam a sua imaginação para concretizar os seus objectivos. Modestos, simples, com uma alegria contagiante, os dois miúdos são a mais valia desta curta.

 

 

Ridley Scott e a sua filha Jordan realizaram "Jonathan". Este (David Thewlis) é um foto-jornalista de guerra, desiludido com a vida e em estado de choque com a acumulação dos duros eventos a que assistiu. Num sonho de liberdade, ele regressa à sua infância e, através de uma aventura de descoberta recupera a sua fé na humanidade.

Este segmento será o mais inesperado, pela inclusão do ponto de vista adulto.

De Itália vem "Ciro", da autoria de Stefano Veneruso.

Ciro (Daniele Vicorito) vive nos subúrbios de Nápoles, num complexo de edifícios de cimento construídos depois do terramoto de 1980. Em plena luz do dia, Ciro parte a janela de um carro enquanto o seu amigo Bertucciello (Emanuele Vicorito) rouba o Rolex do condutor. Os dois amigos fogem em direcções separadas. Uma cão persegue Ciro, ameaçando a sua fuga.

Negligenciado pela mãe, Ciro conta apenas com este grupo de amigos como referência. A inevitabilidade de um futuro de criminalidade paira no ar, apesar do sonho de paz num intervalo tirado à realidade num parque de diversões.

 

E a última curta, e talvez a de maior qualidade, pelo menos em minha opinião é "Song Song & Little Cat", realizado por John Woo na sua China natal.

Song Song (Zhao Zi Cun) toca no piano a angústia de assistir à separação dos seus pais. A mãe, deprimida, ignora Song Song, que por sua vez se revolta contra a sua colecção de bonecas. Um idoso (Wang Bin) encontra uma boneca debaixo de um viaduto, no mesmo sítio onde anos antes tinha encontrado um bebé: Little Cat (Qi Ru Yi), que adoptou. A boneca passa de mãos entre as duas crianças, ambas enfrentando, de forma distinta, infâncias difíceis.  Só que Little Cat, mesmo no meio das maiores adversidades é feliz, até que..

Song Song e Little Cat, uma menina rica e uma menina pobre, unidas pela boneca de porcelana que a primeira deita fora.

 


Esta é uma obra “urgente”. Mesmo que o que fique seja uma ideia de redenção,  mostrando como, se houvesse bondade no mundo, haveria sempre uma solução para estas crianças, cada um destes segmentos não deixam de nos alertar e chocar perante as condições de vida das crianças por todo o mundo. Um filme indispensável! A ver e rever!

  

 

 Não resisto a deixar-vos mais uma vez com a fabulosa música cantada por Tina Turner e Elisa "Teach Me Again" ( http://www.youtube.com/watch?v=kXIvjseFTXs ), cheia de garra e energia, a empurrar-nos para cosntruirmos um mundo melhor! 

 

 

  

publicado por docasnasasasdodesejo às 00:30
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De R a 17 de Abril de 2007 às 14:29
Não são crianças, são já jovens. Mas foi terrível o que aconteceu ontem na Universidade de Blacksburg na Virginia (Estados Unidos). Morreram pelo menos 33 pessoas, a maior parte estudantes, vítimas inocentes de um homem com motivações desconhecidas. A vida tem destas coisas.. Se calhar no país mais desenvolvido do mundo, na "maior" das democracias, onde a posse de armas é quase livre, a segurança parece não morar em sítio algum! Nuns países é a guerra, noutros a fome, e nalguns até o desenvolvimento cria problemas... Que mundo é este?
Onde está o caminho da felicidade?

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Taken - Busca Implacável

. Vemo-nos

. Family Guy

. 7 Maravilhas de origem po...

. Top CINEMA 2010

. O filme desilusão do ano ...

. Um novo dia!

. Novas formas de cativar e...

. E Madaíl porque não saiu ...

. O som para uma boa semana

.arquivos

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Contador

Casino Europa
video poker casinos

.subscrever feeds