Quarta-feira, 7 de Fevereiro de 2007

Apocalypto - Novo começo

 

Fiz uma viagem no tempo!
Ao visualizar “Apocalypto” de Mel Gibson entrei em plena civilização Maia, antes dos espanhóis conquistarem os territórios da América Central. O filme, falado num antigo dialecto maia tem apenas actores desconhecidos, mas isso em nenhum momento, impede-nos de viver em pleno a acção.
Sendo uma obra dura, violenta e extremamente sangrenta, é, em minha opinião um grande tratado sobre o ser humano. O filme abre com uma frase que retrata tudo: “uma civilização só é conquistada de fora, quando já se destruiu a si mesma por dentro”. E é isso que vamos vendo desenrolar-se na longa metragem.
Conhecemos uma tribo que leva uma vida tranquila, nos cânones vigentes, com os homens a caçar, os anciãos como referência, e as mulheres na aldeia a cuidar da “casa” e dos filhos. Era ao seu tempo, uma civilização muito avançada, embora tal não seja mostrado ao longo deste filme. Pata-Jaguar é o filho do chefe da aldeia que é invadida por outra tribo, que pretende oferecer os homens em sacrifício para afastar a crise e trazer prosperidade. Os sacrifícios humanos são a chave para o império em declínio, na expectativa de que os deuses sejam benévolos. O filme acompanha Pata-Jaguar, nos seus medos, nas suas lutas, na sua luta desesperada por se salvar e por salvar o amor que tem pela esposa(grávida) e pelo filho.
Mel Gibson faz uma grande obra, em que apercebemo-nos que a decadência da civilização maia é a decadência deste mundo. A sede de poder, de dominar, leva ao aniquilamento do outro. A dificuldade, os “azares” são justificados pelo outro, e neste caso com sacrifícios humanos, e os espanhóis quando lá chegaram já tinham a civilização dividida e em declínio.
Este filme fica também marcado por um extraordinário desempenho dos actores, totalmente fidedignos e por imagens que nos deixam extasiados. É o caso das cenas nas cataratas, do nascimento do bebé debaixo de água, do ataque do jaguar, das perseguições no meio da selva. Em minha opinião são algo exageradas as cenas de violência, imagem de marca de Mel Gibson, que não se satisfaz em mostrar menos e indiciar mais, e algumas das imagens são até em câmara lenta (com a crueldade humana no seu melhor). Fica também por perceber o modo de funcionamento daquela civilização, os seus sistemas de defesa, o seu avanço arquitectónico e tecnológico.
Mas também é notável na sua realização a capacidade de contar uma história sem diálogos exagerados, e com um poder visual que nos marca.
No fim de contas, é um filme que não nos deixa indiferentes e nos questiona continuamente sobre a história humana, a nossa história, aquela que vamos construindo neste mundo.

Como nota final, é curioso esclarecer que “Apocalypto” traduzido do dialecto, quer dizer “novo começo”. Esta é a chave para algumas personagens, a sua força para dar a volta às situações da vida advém desde sonho-meta, mesmo que por vezes esse novo começo chegue recheado de maus presságios... Mas o importante, e crucial é ter uma razão para viver, e mais quando implicam vidas, crianças, sobrevivência.

  

publicado por docasnasasasdodesejo às 13:30
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Luís a 19 de Abril de 2007 às 13:46
Gostei muito deste texto. Parabéns meu amigo!
De Pedro Barata a 7 de Setembro de 2007 às 11:31
As pessoas estão tão habituadas ao vazio emocional, a que pensem por elas e lhes apresentem tudo já pensadinho pronto a engolir, que depois se vêem pessoas auto intituladas especialistas em cinema dizer que um filme como o Apocalypto do Mel Gibson, não passa de uma correria num filme perfeitamente vazio.
Eu não percebo nada de cinema; por isso; para mim existem filmes bons, filmes maus e filmes que são histórias fantásticas, cheias de uma riqueza humana, que se tornam sem dúvida em marcos históricos da nossa inteligência (pelo menos na de alguns), até na nossa vontade de tornar o mundo melhor, fazendo os outros olhar á sua volta e aprender com o que vê, aprender com os erros, com o passado e até com o presente.
Aconselho todos a verem este filme e a vê-lo para além das imagens frenéticas, fortes e até com dizia mais um desses críticos, nauseantes. Sim, pode causar nausea, pena é não causar nausea a nossa maldade e violência, a indiferença e a nossa vontade de superioridade. Pena é só sentirmos nausea quando vemos o filme.
Realmente esta história é uma mensagem de revelação (Apocalypto), a revelação do nosso estado mais selvagem, da nossa crueldade, a revelação de uma sociedade sem moral, a revelação que podemos sempre começar de novo e tentarmos pelos nossos meios sem nos deixarmos levar pelo medo ou por libertadores de ocasião.
Este filme é muito mais do que estas simples palavras, é encontrão no nosso comodismo irracional e imoral. Um filme que pode mudar uma vida. Vejam.

in http://tanquedagua.blogspot.com/

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Taken - Busca Implacável

. Vemo-nos

. Family Guy

. 7 Maravilhas de origem po...

. Top CINEMA 2010

. O filme desilusão do ano ...

. Um novo dia!

. Novas formas de cativar e...

. E Madaíl porque não saiu ...

. O som para uma boa semana

.arquivos

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Contador

Casino Europa
video poker casinos

.subscrever feeds