Quinta-feira, 4 de Dezembro de 2008

Mas será que não podemos mesmo escolher?

 

 

 

 

Olá amigos!

Hoje quero partilhar convosco um pequeno texto que encontrei:

 

"Se eu pudesse escolher seria feliz, pelo menos, oito horas por dia. Todos os dias. Reservaria o tempo restante para viver as pequenas agruras naturais. Mas seriam leves. Porque haveria a certeza de que a cada dia eu teria a minha cota de felicidade.
Se eu pudesse escolher reservaria algumas horas, todos os dias, para fazer só o que pudesse
fazer os outros felizes. Dedicação total.
Se eu pudesse escolher, pararia qualquer coisa que estivesse fazendo às cinco horas da tarde e me sentaria para assistir ao pôr do sol.
Escolheria lugares especiais. Procuraria não me repetir muito.
O horário do pôr do sol seria algo assim, sagrado. O meu horário para observar a Deus.
Se eu pudesse escolher, viveria entre o mar e as montanhas. No meio do caminho. Nem muito longe de um, nem muito longe do outro. Plantaria flores, teria vasos na janela, muitos livros na cabeceira da cama e à noite, depois do trabalho - sim, porque se eu pudesse escolher trabalharia sempre, produziria sempre - eu me sentaria para contemplar o céu, as estrelas, a noite.
Se eu pudesse escolher, sorriria sempre. Mas choraria também, às vezes, para não esquecer o que a lágrima significa.
Viver só de sorrisos não é uma boa opção.
Se eu pudesse escolher, faria uma declaração de amor todos os dias. Só para sentir aquele sabor de ridículo que nos enche alma e que é imprescindível à felicidade.
Se eu pudesse escolher, plantaria sementes e "perderia" horas vendo-as germinar e lamentaria por aquelas que não conseguissem se transformar em flor.
Se eu pudesse escolher, viveria a vida de uma forma mais leve, menos dolorosa, mais intensa, menos angustiante.
Nem sempre temos como opções as escolhas que faríamos se pudéssemos escolher. Mas há escolhas que nos são oferecidas sempre.
A de provocarmos sorrisos, de abraçarmos, de dizermos que amamos para quem amamos mesmo que eles não entendam o que é amor. A possibilidade de transformarmos dentro de nós o cenário e aprendermos que, como não temos muitas escolhas, precisamos viver quinze minutos de felicidade com tanta intensidade que eles possam ser transformados em horas, dias, meses, no tempo que escolhermos.
Se pudéssemos escolher..."
Autor desconhecido
 
 Não vou acrescentar mais... apenas digo.. que sinceramente acho mesmo que podemos escolher! Basta fazer-se à vida.
Façam o favor de ser felizes e de fazer alguém feliz!

 

 

publicado por docasnasasasdodesejo às 00:30
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Anónimo a 5 de Dezembro de 2008 às 17:14
Lindo, sincero, puro. É assim que descrevo este texto, do autor desconhecido que há dentro de todos nós.
Por coincidência li este texo às cinco horas da tarde, vivo entre a montanha e o mar, amo o pôr do sol e procuro, se calhar com demasida insistência fazer as escolhas certas. Mas se calhar não acredito totalmente que seja capaz de ter as oito horas de felicidade diárias.
Mas só depende de mim, e da minha capacidade, transformar o rotineiro em excepcional, o garantido em incerto, a tristeza em alegria. Talvez assim possa ser possível aspirar a essa felicidade mítica e utópica mas simultaneamente tão real e atingível.
Beijinhos da amiga Maria José (Zé)
De docasnasasasdodesejo a 6 de Dezembro de 2008 às 00:42
Olá amiga! Que bom ter notícias tuas... Na verdade penso que todos andamos nesta "batalha". Chamo batalha pois é realmente uma luta por vezes em procurar esse tal caminho da felicidade, mesmo que sejam horas, momentos, pois são eles que enchem de cor os nossos dias. Sinto é que por vezes se fossemos mais leves, mais desprendidos, menos "batalhadores", mas mais vivenciais...ganhavamos mais... Mas enfim, cá estamos. Certo é, e tenho plena consciência disso, a cada dia que passa, que depende sempre de nós, a cor da nossa visão, a cor do mapa da nossa vida e a forma como a levamos e pintamos... Beijos

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Taken - Busca Implacável

. Vemo-nos

. Family Guy

. 7 Maravilhas de origem po...

. Top CINEMA 2010

. O filme desilusão do ano ...

. Um novo dia!

. Novas formas de cativar e...

. E Madaíl porque não saiu ...

. O som para uma boa semana

.arquivos

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Contador

Casino Europa
video poker casinos

.subscrever feeds